Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Setembro, 2009

Por Fernanda Souza

Outro dia se deparou com uma das cenas mais marcantes de toda a sua vida. Ou, pelo menos, foi a que conseguiu reparar. Era jovem, uns vinte e talvez mais um ou dois anos. De dentro do ônibus dava pra ver várias crianças, jogando bets, ou taco, ou seja lá qual for o nome. De repente, passa um senhor, aquele de uns 65 ou 67 anos, perto da brincadeira e por ali pára. E fica olhando. E o ônibus pára pra entrar alguém. A cena é num terreno bem na frente do ponto. E não tem como não reparar. O senhor fica ali, um tempão. E dá pra imaginar que, na cabeça dele, vieram suas imagens da infância. Ele sorri. E fica paradinho, só de olho na agilidade das crianças. Rebate, e corre, e grita, e ri, dentro da sua cabeça. O  jovem observador dali de dentro do ônibus, é pego por um pensamento de: ôpa, pera aí. Mais do que se ver dentro de uma cena de filme, bem bonitinha (olhando de cabeça encostada na janela as crianças e o senhor, e fazendo reflexões sobre a infância e a ‘melhor idade’), se questiona sobre a sua infância, que já passou, igual a infância daquele senhor dos 65 ou 67 anos. Assim como se vê diante do que um dia será, e do que está fazendo desde já por seu futuro. De repente um branco. Parece que não está fazendo nada. Não consegue enxergar uma só coisa que esteja rendendo algo para sua vida. De repente uma luz, parece que está fazendo tudo o que pode, tudo o que está ao seu alcance, tudo o que alguém de vinte e talvez mais um ou dois anos pode fazer. Começa a pensar que na verdade, assim como aquelas crianças vão ter milhões de dúvidas um dia, e assim como aquele senhor já as teve, não existe algo que determine o que é certo a ser feito quando se tem vinte e poucos anos. Começa a ver que, por mais que digam que é a fase que determina o futuro, é possível mudar o destino, quando bem entender. Ou não. Começa a pensar que todas as fases são parte de um ciclo, que não é lá aquelas coisas de longo e que a infância não está tão distante, nem os 65 ou 67 anos. A criança rebate uma bola, perfeita. O senhor já vai andando. O ônibus segue. Os vinte segundos mais úteis daquele dia. Uma senhora entra no ônibus. Se levanta e dá o lugar.


***1º de outubro é dia do idoso

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Polêmica – Quatro estudantes foram detidos ontem (29/09) por impedirem que a água da antiga Casa dos Estudantes, localizada na Av. São Paulo, fosse cortada. Apesar do tumulto, a água foi cortada e, pela madrugada, o mesmo ocorreu com a luz. Os estudantes, que habitam o local por afirmarem não ter sido contemplados com a nova moradia construída no campus da UEL, já marcam um protesto contra o episódio.

De olho – O Procon de Londrina fiscalizou dez supermercados da cidade e constatou que, em todos, existiam irregularidades como produtos com prazos de validades vencidos e embalagens danificadas. Dois dos estabelecimentos receberam multas enquanto os outros terão um prazo para consertar as irregularidades.

EAIC – Começa hoje (30) na UEL o Encontro Anual de Iniciação Científica. O evento, que termina no próximo dia 2, contará com a participação de cinco Instituições e teve mais de 2500 trabalhos inscritos.

Aviso aos navegantes – Gostariamos de lembrar que, apesar de apreciarmos e estimularmos o debate nos nossos posts, o público deve se atentar para a janela ”Regras do jogo” localizadas ao lado. Se tudo for seguido, a sua opinião poderá ser expressa sem nenhum problema!

Read Full Post »

Por Fernanda Souza

O título dói. Mas é uma realidade. O londripost traz para a discussão um assunto que a todos interessa. Quem nunca se horrorizou com uma mãe que abandonou um filho no lixo, jogou no rio ou abandonou em lugar público? Quem nunca se deparou com um fato desses nos jornais?

Só no Paraná, dois casos foram noticiados em setembro. Um em São José dos Pinhais, bebê ainda preso ao cordão umbilical e encontrado debaixo de uma lixeira. Outro em Cascavel (Oeste do estado), uma menininha achada dentro do lixo.

O assunto é sério e as mães, se localizadas, são punidas por abandono de recém nascido, pena que varia de seis meses a seis anos de detenção, dependendo das condições em que o bebê for encontrado.

Mas o que será que leva mães a fazer isso? Ou melhor, será que elas chegaram a buscar alguma ajuda, algum tipo de orientação?

Um dos principais motivos para os casos de abandono pode ser o ‘pouco divulgado’ processo de adoção. É essa a opinião da assistente social Renicler Oliveira de Assis, que atende no Hospital Universitário de Londrina. “A mãe que tem essa atitude provavelmente é por falta de apoio ou orientação, muitas gestantes não procuram ajuda antes. Elas podem procurar um hospital para esclarecer as dúvidas e se realmente não quiserem o bebê, existe o caminho de doar a criança, que será encaminhada para o processo de adoção”.

O assunto gera algumas dúvidas. Será que a ampla divulgação do processo de doação de recém nascidos influenciaria mais mães a deixarem seus filhos, diante de uma situação de desespero, ou reduziria os casos de abandono?

Hoje no Brasil, não existe uma lei que obriga a mulher a permanecer com o filho e o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] está aí para respaldar a criança de todas as maneiras possíveis, garantindo a sua proteção integral. “Nós só temos conhecimento dos casos divulgados pela mídia”, diz Renicler, sendo que bebês abandonados podem acabar não sobrevivendo e jamais serem descobertos.

(mais…)

Read Full Post »

por Lígia Zampar
chargesbruno.blogspot.com

chargesbruno.blogspot.com

 

Foi sancionada pela manhã do dia 29 de setembro a lei que proíbe as pessoas de fumarem em todo o Paraná, inclusive os fumódromos, locais destinados exclusivamente aos fumantes. A partir de hoje, os estabelecimentos têm 60 dias para se adequarem à nova legislação imposta pelo governador paranaense Roberto Requião.
Só será permitido fumar em ruas, casas, tabacarias ou em cultos religiosos que utilizem o fumo nos ritos. Dessa maneira, os deputados esperam que o consumo de cigarro diminua, o que é visto com bons olhos pelos médicos que alertam pelos problemas de saúde em decorrência do fumo.
O texto final da lei anti-fumo foi resultado de quatro propostas dos deputados Stephanes Junior (PMDB), Antônio Belinati (PP), Luiz Cláuido Romanelli (PMDB) e do governador Requião (PMDB).
Qualquer um pode denunciar aos órgãos de Vigilância Sanitária ou Órgão de Defesa do Consumidor se verificar um infrator. A multa, que é de R$ 5,8 mil, vai para o dono do local em que o cliente estiver fumando.

E você? Concorda com a lei anti-fumo?

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Semana passada, quando a Fernanda Cavassana me disse que atualizaria a seção “Recomendamos” falando sobre o “Londrix”, eu achei que ela iria falar sobre o portal de notícias. Não, ela tinha em mente falar sobre o Festival Literário. E assim o fez.

Por isso, hoje, eu venho por meio deste post recomendar o portal de notícias Londrix. Longe de estar prestando uma assessoria à publicação digital, o recomendo por ter me mantido informado nos 4 anos em que moro em Londrina.

O portal Londrix é um jeito rápido e simples de se informar

O portal Londrix é um jeito rápido e simples de se informar

Apesar de noticiar fatos nacionais e internacionais, o forte do portal dirigido pelo jornalista Nelson Capucho é o local e o regional. E as manchetes da “primeira página” convergem com essa característica. Geralmente, as notícias classificadas como principais no portal são as que saem estampadas nos dois principais jornais impressos da cidade.

Sem entrar na discussão da concorrência entre o jornalismo online e o impresso, acredito que, com atualizações constantes, o Londrix consegue informar de um modo bastante completo e até melhor que muitos informativos.

Como estudante de Jornalismo, recomendo o portal por ter sido uma fonte de pautas durante todo o meu curso. E isto não acontece somente comigo. É incontável o tanto de reportagens e entrevistas que nasceram a partir de uma matéria que lemos no Londrix.

O layout do site também merece um parágrafo de destaque. Com uma agradável escolha das cores e editorias bem organizadas, a parte visual é bastante simples, mas, não concorre com o principal objetivo: a informação.

Bom, para saber mais sobre o Londrix, basta acessar o site e dar uma navegada. Garanto que é uma boa maneira de saber o que acontece em Londrina de uma maneira simples e rápida.

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Joãozinho encena um cowboy valente. Seu pequeno vizinho é o bandido a ser capturado. Em um duelo, eles reproduzem a velha cena de bang-bang em que os adversários ficam de costas um para o outro, contam-se os passos e quem for mais rápido vence. Porém, ao virar para o acerto de contas, as mãos dos dois garotos não terão mais os revólveres de plástico que simulariam a batalha final.

Pelo menos é isso que pretende uma ação educativa da Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria de Fazenda, em parceria com o Conselho Municipal da Cultura da Paz (Compaz), que pretende por em vigor a Lei Municipal 9.188, cujo assunto é a proibição da venda de armas de brinquedo.

Apesar de a lei existir desde 2003, somente agora ela foi acatada em caráter de ação educativa. A meta inicial é fiscalizar três pontos principais: lojas de brinquedos do Shopping Royal, o Camelódromo e as Lojas Americanas, da av. Paraná.

Após serem notificados, os comerciantes terão 60 dias para retirar as armas de brinquedo de comercialização. Segundo a lei, os comerciantes que desacatarem a decisão serão notificados por escrito e poderão até mesmo ter a licença do estabelecimento cassada.

Read Full Post »

por Fernanda Souza

Universidade Estadual de Londrina divulgou, na última sexta-feira (25) a relação candidato/vaga do vestibular 2010. Ao todo foram 22.300 candidatos inscritos, quase 3% a menos que o ano passado, que teve 23.082 inscrições.

A coordenadora da Cops (Coordenadoria de Processo Seletivo), Elaine Mateus, atribui a redução dos números à crescente oferta de cursos superiores. “Estas novas alternativas de faculdades e universidades flexibilizaram as opções para os estudantes que hoje buscam uma carreira por meio do ensino superior”, afirma.

Mas o Londripost questiona: Será que menos candidatos significa que ficou mais fácil passar no vestibular? E quais os cursos em que essa diferença realmente se faz valer?

Medicina, que continua sendo o curso mais concorrido (54 candidatos/vaga) teve uma redução de cerca de 8% comparando com 2009 (57 c/v). De 3900 candidatos ano passado, são agora 3582 para as 80 vagas. O que na prática não significa tanta diferença ou mais esperança aos vestibulandos, afinal encarar três candidatos a mais ou três a menos por vaga pra quem já vai encarar mais de 50…”tranquilo”.

Uma redução interessante foi no curso de jornalismo. A queda foi de cerca de 20% na relação universal, ou seja, queda bem maior que o geral da universidade. Para 2009 eram 575 inscritos (matutino e noturno) para as 40 vagas oferecidas pelo curso, já para 2010 são 472 os candidatos.

É inevitável fazer a ligação com a não obrigatoriedade do diploma em jornalismo. Resta saber se com o passar dos anos, esse número vai continuar diminuindo, e esperar para ver quais os profissionais (com ou sem diploma) que teremos no mercado.

Read Full Post »

Older Posts »