Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘blog’

Encontrei tudo o que queria escrever nesta crônica.

por Letícia Nascimento

Viver de extremos. Desde sempre. Para nunca mais. Bastou abrir os olhos e sentir a chuva intensa, por trás das cortinas do quarto escuro. A melancolia linda da vida que não é triste, mas que vive das recordações felizes. Nostalgia abraçou o presente e fez lembrar. Dos dois. Aqueles opostos. Extremos. O que mais me amou contra o que mais amei. O que sempre vai gostar de mim contra o que me odiará pra sempre. Vida. Quem explica?

Ele tinha a minha idade e éramos do mesmo tamanho. Durante anos fui mais alta do que ele, mas estávamos naquele ponto em que o menino consegue, enfim, ultrapassar a menina. Uns 11, 12 anos. Eu tinha uma caixa de tênis da Adidas, tênis da minha irmã – eu lembro que eu gostava tanto de All Star que achava Adidas tênis de menino jogador de basquete (qualquer modelo) – enfim, era uma caixa de tênis cheia de cartas, bilhetes, cartões. Tudo escrito com aquela letra-garrancho, que até hoje é melhor que a minha. Joguei a maioria fora. Só guardei um cartãozinho que veio junto com o primeiro buquê de rosas vermelhas. Era um casalzinho de crianças, no melhor estilo romântico-infantil-junte-com-uma-frase-do-Vinícius-de-Moraes. Guardei também a última carta. Porque era a última, claro.

No começo éramos amigos. Bons amigos. De videogame, tênis (tentativas frustradas de), corridas de bicicleta, cinema, Mc Donalds – ele me trazia Big Mac em casa, gelado mas com muita mostarda no pacote – e tudo o mais que a imaginação nos permitisse. Era um querido. Dificilmente brigávamos, raramente brigamos, aliás. Mas aí, numa festa junina, dessas que ocupam uma quadra inteira da rua que não é a da nossa casa, ele rasgou o laço. Me trouxe uma paçoca e disse que precisava conversar. Na hora levei um susto, pensei que alguém tivesse morrido, mas ele disse pra eu comer aquela paçoca enquanto ele falava o que queria. Previa minha reação: nada doce.

Depois disso vieram os telefonemas musicais.

– Letícia, tudo bem?

– Sim e você?

– Bem. Espera aí, que meu pai tá me chamando. Eu suspirava um tá e ele subia o volume de uma música melosa, que eu, de antemão, detestava. Me restava esperar. Depois veio o cachorro, alguns buquês e o dia em que tive de dizer:

– Sinto muito, mas eu não gosto de você. Não desse jeito.

Como amigo eu, realmente, o amava. Ele tinha paciência pra minha falta de paciência, jogava todos os jogos que eu gostava e a gente podia passar uma tarde inteira tomando geladinho de leite condensado com pedaços de chocolate e conversando. Nós nos sentíamos mais maduros que os outros da nossa idade. Sentirei saudades eternas dele. E, principalmente, de todo o carinho que sempre teve por mim. Às vezes – e isso me ocorreu hoje – sinto que nenhum outro rapaz vai me dar toda a disposição e atenção que ele me deu. Mas aí, lembro que sim. Que vai sim. Que talvez não seja mais o um, aquele, o que me odeia tanto. Mas vai. Alguém vai. Vai.

 Ele gostou de mim por mais uns quatro anos depois que perdemos contato. Sei disso pela última carta. Encontrei no meu baúzinho de memórias a carta resposta à última carta. Escrevi dois anos depois que a dele chegou. Nunca mandei. Nela desejo felicidades, peço desculpas pela música que ele teve que ouvir o colegial inteiro: “ela pisou na fulô, pisou na fulô” – porque algum dos meus amigos otários espalhou que eu estava dormindo quando o buquê dele chegou e chutei pra fora da cama. Nela eu digo: seja feliz. É o que pretendo também.

Letícia Nascimento mantem o blog Arrepios que recomendo.

Read Full Post »

por Daniela Brisola
 

Esse mundo da internet é realmente incrível e eu adoro como as pessoas o exploram. A nova ideia vem do blog da C&A: um programa de TV online sobre moda.

Isso mesmo, toda semana, a C&A em parceria com alguma (ou algum) blogueira de moda divulgará em seu site o programa.

Uma ótima forma de promover a marca e um novo jeito de se informar sobre o assunto que amamos.

O primeiro programa traz a primavera como pauta. Ele é apresentado pela blogueira Kika Brandão e tem como um dos convidados a estilista da loja MadrihMariana Braidatto.

FashionBlogTV - parceiria entre os blogs e a C&A
FashionBlogTV – parceria entre os blogs e a C&A

Não é a toa que a C&A é a loja de departamento mais comentada entre os blogs de moda. Com iniciativas como essa, a loja aumenta as suas vendas e ainda deixa todos felizes.

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

Meu amigo Yoshi passou em casa hoje e abriu aqui no computador um blog repleto de coisas “diferentes”. O blog, A Casa de Noca, parece aquelas casas de conhecidos que sempre tem algo novo e diferente, como um vaso de ponta cabeça no teto, uma prima que anda de trás pra frente e uma avó que fala de trás pra frente. Um lugar onde coisas estranhas existem e acontecem e, muitas vezes, chegam ao ridículo/bizarro.

(mais…)

Read Full Post »

Por Fernanda Cavassana

Gosta de Arquitetura, Urbanismo? Ou pelo menos tem curiosidade em saber como as coisas foram criadas, suas histórias? Se for de sua cidade então? A curiosidade aumenta?

Não é dia de recomendamos, mas aí vai uma sugestão de leitura para mais um blog londrinense que está na blogosfera e merece atenção: o Janela Londrinensehttp://www.janela-londrinense.blogspot.com/.

Criado por um ex-estudante da UEL, formado em 2008 em Arquitetura e Urbanismo, o blog fala sobre a área dele, e também sobre planejamento urbano, política e cultura de Londrina.

O Janela Londrinense fica como uma dica para quem quiser ficar mais atualizado sobre esses assunto.

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

O jornalista Paulo Briguet, que assina o blog Com o perdão da palavra, no site do Jornal de Londrina, estará paticipando do segundo “Café Intercom”, amanhã (29/06) na Livraria Porto do Shopping Catuaí. O tema a será crônica jornalística e o início está marcado para às 18h. Entrada franca.

Da Agência UEL.

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Tudo começou com Adão e Eva no Paraíso uma ideia da minha professora de Jornalismo Online – Cynthia Corrêa – para o desenvolvimento do meu Trabalho de Conclusão de Curso, o temido TCC.  Focado na facilidade de publicação que os blogs oferecem, a proposta seria idealizar um projeto para o curso de Jornalismo da UEL.

Pensamos em tudo. Seções fixas para não deixar o blog desatualizado, regras para manter um padrão nos comentários, ouvimos a opinião dos alunos de Jornalismo, analisamos outros blogs, etc. Porém, parecia que faltava alguma coisa.

Mais do que um projeto, o que realmente queríamos era colocar “no ar” um piloto (apesar do curso não exigir mais um piloto para o TCC). Queríamos que as ideias saíssem do papel. Queríamos que elas funcionassem. E assim fizemos: criamos o Londripost.

Hoje, já formado e desempregado, aliás, se você tiver um emprego para um jornalista, entre em contato comigo, despeço-me do blog com muito orgulho e, aos moldes do programa da Xuxa, quero mandar um salve pros manos da Xurupita fazer alguns agradecimentos mais do que especiais.

Na elaboração do projeto, houve um acréscimo enorme de conhecimento e paciência da professora Cynthia, já citada. Entre todos os afazeres, séries americanas e namoro, a estudante Ráisa Guerra separou um tempinho para pensar no layout do blog. Ao pessoal que, em meio às férias forçadas pela nova – que já está ficando velha – gripe, participou de um grupo que traçou as diretrizes do blog. E fora a equipe – Lígia Zampar, Fernanda Souza, Fernanda Cavassana e Leonardo Caruso –, que aceitou de imediato a entrar no blog sem receber nada em troca. Ou melhor, recebiam meus e-mails com broncas, cobranças e reclamações. 

Apesar de, com certeza, ter realizado um esforço próprio inimaginável, o blog não se manteve apenas pelo meu empenho. Aliás, acredito que fui apenas aquele que ajuda a empurrar o carro e espera que ele não quebre mais para frente. Assim, é justamente por isso que não vejo o blog como algo meu. A proposta nunca foi essa. E é por isso que me desligo hoje dele e deixo ao cargo dos autores de direito: os estudantes.

Por fim, espero que, nesses nove meses de funcionamento (qualquer analogia com a gestação de um filho seria totalmente pertinente aqui), o Londripost possa ter informado o público e auxiliado a todos os autores como me informou e me ajudou. Apesar de não duvidar do potencial e do empenho da equipe que fica, espero de coração que o projeto tenha o futuro que imaginei a ele quando era apenas um rascunho de TCC na tela do meu computador.

Assim, neste último post, só tenho a agradecer e dizer que vou guardar com muito carinho algo que marcou uma importante fase da minha vida.

Obrigado, Londripost… e boa sorte!

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

É um dos milhares de leitores assíduos do Londripost (meu pai, minha mãe e meu cachorro)? Fica entrando de minuto em minuto para ver se há alguma postagem nova? Esta ansiedade para saber quando haverá uma nova postagem está quase te causando uma úlcera?

Seus problemas acabaram.

Para acompanhar nossas postagens e todos os comentários de bastidores, siga o twitter do Londripost.

Só falta você. Venha conferir. (Este fim foi só para ficar com cara de propaganda do Carrefour)

Read Full Post »

Older Posts »