Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘copa’

por Lígia Zampar

Bruno a leva para o Rio de Janeiro no mês de maio. Isso já é planejamento de execução…Já estava tudo previamente planejado a partir de maio. Sabiam que teria o intervalo da Copa, começa a execução do crime.”

Delegado Edson Moreira afirmou, nesta sexta-feira (30), que a morte de Eliza Samudio foi premeditada pelo goleiro Bruno de Souza.

Anúncios

Read Full Post »

Ou do dia da eliminação.

Eu me esforcei muito, lutei bastante pelo meu país. Muitas vezes isso não é reconhecido porque no futebol o que conta é o fim. Lutei muito para conquistar o hexa. Para mim foi uma Copa delicada, principalmente pelo jeito que eu cheguei. Fiz tudo o que eu podia, me esforcei, lutei a cada dia para estar bem em campo.” (Kaká)

Peço desculpas ao torcedor pela eliminação. Assumi minha parcela de responsabilidade perante o grupo, mas não entrei para quebrar a perna do Robben, tanto que ele continuou jogando. É diferente de ser expulso por cuspir ou dar um soco na cara de alguém. Hoje o árbitro foi muito rude naquilo que pensou.” (Felipe Melo)


Atuar com um jogador a menos sempre dificulta mais. Acho que a culpa é de todos nós, e eu levo a maior parte. Seria injusto eu falar do Felipe. Quando (a seleção) ganhou, todos ganharam. Não é a primeira vez que um jogador é expulso em uma Copa do Mundo. Quanto ao meu futuro, desde que eu cheguei à seleção todo mundo já sabia que seria para ficar quatro anos.” (Dunga)

Fonte: Portal G1

Read Full Post »

Frase da Semana

por Lígia Zampar

Quando o Julio Baptista chutar uma bola em direção à câmera, vocês vão levantar a mão, porque a sensação é de que a bola vem em direção de você”

Raymundo Barros, diretor de engenharia da TV Globo em São Paulo. sobre a transmissão em 3D do jogo do Brasil ao vivo.

Read Full Post »

Por Fernanda Cavassana

No Brasil, o craque é o futebol em grupo”

(Zagalo, sobre a seleção brasileira)

Parabéns para ele pelos três gols. Deve ser ótimo marcar três gols em uma Copa do Mundo – limitou-se a responder o camisa 1 da seleção.”

(Julio Cesar – goleiro brasileiro comentando o placar do jogo da Argentina)


Read Full Post »

Por Fernanda Cavassana

Tá, tem uma semana já. Mas a pauta nem está tão fria! Ainda encontro quem não tem twitter e (agora, não assiste ao programa global Central da Copa, com o Tiago Leifert) e está meio por fora da MAIOR PIADA INTERNA do mundo. CALA A BOCA, GALVÃO!

Longe de poder ignorar a campanha – apareceram até faixas durante o jogo do Brasil transmitido pela emissora – a Rede Globo resolveu não “nadar contra a corrente”.  Uma das “brincadeiras” feita pela própria é o aplicativo feito para “atrapalhar” os colegas no trabalho, para isso, basta clicar em  um balão com falas do Galvão e ficar ouvindo a voz do locutor!

Você pode clicar nesse lnk e ir “se divertir” – se é que há graça- no blog do globo esporte.

A Piada interna deve ficar como primeira nos TTs até o final da Copa! A ideia da falsa campanha ambiental é sensacional. Para quem ainda não viu, divirta-se!

Read Full Post »

por Lígia Zampar

Achei o que seria impossível. Em pleno clima de Copa do Mundo, quando todos saem de casa, ou se reúnem na sala para assistir ao jogo da seleção brasileira, eis que encontro alguém que nem mesmo ligou a TV. Ficou a tarde toda deitado na própria cama.

Ele atendeu ao telefone, ao interfone, aos chamados da internet e aos amigos que apareceram na sua porta. Mas não adiantou. Se negou a ir ao bar, à casa dos colegas, ao vizinho, ou qualquer outro lugar.

Deitou na cama e ficou. Quando ouvia uma gritaria vindo do bar próximo, simplesmente se mexia na cama, às vezes, até trocava a posição do travesseiro ou mexia no edredon, mas não se dava ao trabalho de ligar a TV  e ver o que estava acontecendo no jogo.

Ouviu gritos de “GOL”, de “Não!”, e o máximo que fazia era imaginar o que poderia estar acontecendo, mas em nenhum momento a vontade de ver o que realmente estava rolando no campo veio.

No meio da gritaria, pegou no sono de vez. Acordou quase 4 horas depois de ter terminado o jogo. A bagunça no bar continuava, o que poderia significar qualquer coisa, já que se o Brasil tivesse ganho, beberiam para comemorar, e do contrário, beberiam para afogar as mágoas.

Enfim, depois de alguns pares de horas dormindo, levantou e deu alguns passos até o computador. Entrou na internet e alguns recados do tipo “Vamos comemorar” já dizia que o time brasileiro ganhara. Conversar com um amigo só pra saber o placar, e ter que ouvir que “onde já se viu não ver o jogo do Brasil na Copa!”.

Pelo que disseram, não foi perda de tempo dormir a tarde toda. O jogo foi chato e feio. Pelo menos nos sonhos desse ser, ele imaginou uma partida melhor.

Crônica feita por Lígia Zampar e publicada no blog QueQueHá.

Read Full Post »

Older Posts »