Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Death At A Funeral’

Por Beto Carlomagno

Morte no Funeral (Death At A Funeral)

Quando remakes são anunciados é comum surgirem vários questionamentos quanto à necessidade de realização, qualidade do que está por vir e relevância. A coisa só piora quando o remake em questão é de um filme recente, como é o caso desse Morte no Funeral, que está saindo direto em DVD aqui no Brasil. O filme é um remake de uma produção inglesa de mesmo nome lançada em 2007 e dirigida por Frank Oz.

Ai você me pergunta por que eu assisti a esse filme. Eu respondo. Fiquei curioso por gostar muito da produção de 2007, que acho uma boa comédia e que realmente me fez rir, algo que não acontece frequentemente. Os filmes acompanham a reunião de uma família, um pouco distante, para o funeral do pai do protagonista, no remake interpretado por Chris Rock. Como toda comédia, esse cenário serve para o aparecimento de situações incomuns que levam ao riso, e nas duas produções, a ideia é se utilizar dos dramas familiares como base para piadas e situações constrangedoras.

Na descrição da sinopse já se percebe uma coisa: nada no plot da história é mudado para a produção, então, o fator novidade é zero para quem viu o filme original. As cenas são simplesmente refilmadas com um novo elenco, elenco esse que contém bons nomes da comédia norte-americana, como o já citado Chris Rock, Martin Lawrence, Tracy Morgan, Regina Hall e Luke Wilson, mas que nada fazem para salvar o filme do fracasso criativo. Todos parecem apáticos em cena.

As novidades na produção se resumem em poucas adaptações culturais e temporais, mas nada que acrescente ou o torne mais relevante. Além disso, o humor negro britânico, sarcástico e ácido, perde espaço para um humor mais histérico, cheio de gags e exageros. Eles também inseriram algumas subtramas desnecessárias que só tornou o filme mais confuso e dispensável. Esse realmente não é um filme que ajudará na carreira do diretor Neil LaBute, que tem no seu currículo outras obras fracas como Possessão com Gwyneth Paltrow e O Sacrifício com Nicolas Cage. Quer um conselho, procure a produção original, essa realmente merece ser vista.

Os trailers abaixo são uma ótima forma de notar a diferença entra as duas produções, que basicamente seguem o mesmo roteiro:

Trailer do original:

Trailer do remake:

Read Full Post »