Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘editoras’

por Vitor Oshiro

No fim do ano passado, o também integrante deste humilde blog, Leonardo Caruso, emprestou-me uma revista. Diferente de todas as outras que eu costumava ler, esta publicação logo me chamou a atenção. E o que era interessante? Tudo.

Estou falando da curiosa e divertida Mundo Estranho (ME). A revista, publicada pela editora Abril desde 2001, chama a atenção exatamente por trazer conteúdos únicos. É uma variedade de curiosidades científicas, culturais, históricas e até mesmo de banalidades.

A revista traz ciência, história e... futilidades

Em uma leitura descompromissada – pois, a revista propícia uma leitura leve e totalmente sem compromissos, a chamada “leitura de banheiro” -, você encontra desde uma coletânea sobre as piores maldições do mundo até o modo como é feita uma prancha de surf. A impressão é de que as reuniões de pauta da equipe responsável pela ME pensam naquilo que é incoerente de publicar em uma revista e tentam fazê-lo. E realmente acaba fazendo de modo bastante competente.

A parte visual merece um parágrafo à parte. A publicação usa e abusa dos infográficos. Apesar de, em um primeiro momento, as páginas parecerem “poluídas”, com um olhar mais atento, você percebe que as ilustrações são bem feitas, cômicas e até mesmo completam a informação dada na matéria. E tudo é sempre colorido e coerente.

Não que eu não soubesse da existência da ME, mas, o fato é que nunca tive a curiosidade de abrir sequer para folhear. Acho que por puro preconceito bobo de achar que somente havia futilidades na publicação. Porém, hoje, virei fã da revista, mais que recomendo por ver nela um “novo” (entenda aqui “novo” por “pouco usual”) modelo informativo e, se você quiser saber como um encantador de serpentes faz seu truque, é só ler a ME ou dar uma perguntadinha para mim! 😉

Serviço

Revista Mundo Estranho

Editora Abril

Preço: R$ 8,95

http://mundoestranho.abril.com.br/

Read Full Post »

Por Clareana Rodrigues (UFPA – PA)
José Ricardo Lima (Facris – PR)
Larissa Normande (UFAL – AL)
Roberta Corrêa (CESMAC – AL)
Teresa Machado (UFAL-AL)

Durante nove dias, de 27/08 a 04/09, Curitiba (PR) foi palco da Bienal
do Livro, evento literário que ocorreu pela primeira vez na cidade.
Além de divulgar editoras e novos autores, o evento proporcionou um
encontro cultural de incentivo à educação, leitura e sustentabilidade,
para cerca de 400 mil visitantes, informa a organização do evento.

O encontro foi uma oportunidade para 65 expositores divulgarem e
firmarem suas marcas no mercado. Para a representante da editora
Escala, Cláudia Regina Bocato, os livros são formadores de um público
mais crítico e com maior interesse cultural. “Mesmo em plena era
digital, nada consegue substituir o prazer de ler um livro em suas
mãos”, declarou Bocato.

Segundo Leandro Geronutti, responsável pela editora FTD Sistema de
Ensino, mesmo com o crescimento da internet, o surgimento dos e-books
(livros baixados pela internet), não levará ao fim dos livros. “O
e-book é uma oportunidade a mais para os amantes da leitura. Acredito
que isso não é motivo para achar que é o fim do livro impresso. Há
espaço para ambos”, afirmou Geronutti.

Durante o evento, foram realizadas várias palestras, oficinas e
exposições de livros, que puderam aproximar o público de 32 autores de
renome da literatura nacional. Entre eles, Carlos Heitor Cony, Marília
Pêra, Rubem Alves e Domingos Pellegrini.

Twitter: Bienal de Curitiba divulga editoras e novos autores, firmando a aposta em livros, mesmo com crescimento da internet e acesso aos e-books.

Read Full Post »