Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘eleições’

Por Daniela Brisola

As articulações para as eleições do próximo ano estão a todo o vapor na cidade. Depois do Partido dos Trabalhadores (PT) anunciar a candidatura da ex-ministra Márcia Lopes ao posto municipal, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) lançou, no último final de semana, o médico veterinário e servidor municipal, Valmor Venturini, como candidato nas eleições à Prefeitura de Londrina.

A missão do candidato é conquistar mais do que apenas os 1.490 votos alcançados por Vilson Machado no pleito municipal de 2008. Para cumpri-la, Venturini pretende atuar bem nos debates e campanhas.

Outra forma que o partido usará para angariar um número maior de votos é a aliança partidária. O PSOL tem a intenção de reunir partidos de esquerda, como o Partido Comunista Brasileiro (PCB) e o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU).

Venturini foi candidato ao Senado em 2010 e traz como objetivo para essa nova campanha levantar as discussões sobre a manutenção das mesmas pessoas no governo e sobre o que a população deseja para a cidade.

Com informações do portal Bonde e da rádio CBN Londrina

Anúncios

Read Full Post »

Há muito tempo quero recomendar o blog de um amigo meu que faz jornalismo em Brasília e agora achei a ocasião perfeita. O blog não é feito só pelo meu amigo, Edemilson – ou Paraná, como foi apelidado na capital – outras pessoas contribuem para o crescimento intelectual e democrático do blog Brasil e Desenvolvimento. Discutindo sempre sobre política os estudantes João Telésforo, Gustavo Capela, Laila Galvão, Raul Pietricovsky, Mayra Cotta, Danniel Gobbi, Rodrigo Santaella, Gabriel Elias, Saionara Reis e Ana Rodrigues colocam suas visões sobre os acontecimentos da capital e do país.

Coloco aqui o post do dia 3 de novembro: Vote. Porque.

Votar.

O voto e a disputa eleitoral são, sem sombra de dúvidas, momentos de extrema importância para o combate social de ideologias. Assim, é importante lembrar o que elas significam, quem elas representam e que sociedade elas buscam atingir com seus discursos e práticas.

A esfera política brasileira, sabemos, tem o costume de não enfrentar diversos problemas sociais que dificultam o acesso amplo e irrestrito à atuação e efetivação dos ideais democráticos. O não enfrentamento, o medo de atacar questões centrais à pluralização do espaço público, está diretamente vinculado ao senso comum construído por uma ideologia dominante que abomina o confronto e a crítica aos interesses da elite econômica e política do pais. Somos o país dos falsos-consensos, da naturalização das desigualdades sociais.

Os vídeos da campanha escancaram o preconceito sistemático que negros, homossexuais, mulheres, índios, pessoas de baixa renda e nordestinos sofrem e que impedem a criação de um ambiente efetivamente democrático, efetivamente aberto e efetivamente inclusivo. Conservar o status quo é, necessariamente, conservar essa perspectiva. É conservar os mecanismos que rebaixam, diminuem e excluem com frequência a diversidade na decisão coletiva.

Para mudarmos esse cenário, precisamos, então, refundar o senso comum,  entendendo sua vocação emancipatória para sempre apontar novas perspectivas e novas experiências democráticas. Combater o senso comum é combater discursos que impedem a abertura de espaços como o da família, do mercado, do acesso à moradia, à educação, à comunicação, ao transporte e todos os outros aspectos da vida individual e coletiva que aumentam a participação política.

A campanha #votoserrapq atacou de forma irônica os discursos conservadores que integram o senso comum pouco enfrentado para que não esqueçamos de nossa missão, como sociedade, de enfrentar problemas que são centrais para a pluralização constante.

Para tanto, torna-se indispensável ressignificar o sentido da palavra “votar”. Votar não é, nem pode ser, somente clicar botões em uma urna eletrônica. Tampouco pode ser a participação em processos eleitorais de quatro em quatro anos. “Votar” é escolher. É escolher projetos, é escolher formas de atuação, é escolher disputas. É, acima de tudo, escolher lados, escolher, diariamente, um projeto coletivo.

Assim, agradecemos, encarecidamente, todos que se incluíram no #votoserrapq, seja enviando sugestões, seja fazendo seus próprios vídeos. É o aspecto coletivo de qualquer atividade que a engrandece e, nesse caso, não é diferente. Sem a adesão maciça, o apoio incontestável, e as críticas construtivas, a campanha não seria a mesma.

Portanto, apesar de as urnas terem fechado, os votos terem sido contabilizados, nosso trabalho apenas começou.

Cabe a nós, agora, a luta. Cabe a nós, a inquietação. Cabe a nós exigir, através de disputas permanentes e persistentes, que nossos ideais se tornem realidade.

Abaixo o último vídeo de nossa campanha, agora intitulada “Voto.Porque.”

#votopq

www.brasiledesenvolvimento.wordpress.com

@bras_e_des

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

A menos de 48 horas para as eleições 2010 e com os debates encerrados, o Londripost selecionou algumas frases ditas pelos três principais candidatos à presidência da república.

Tirando a violação de intimidade de família, tirando essas coisas, eu diria que foi bom, mas infelizmente ocorreram esses episódios muito desagradáveis, principalmente vindo de parte do PT

Candidato José Serra (PSDB), sobre todo o processo de campanha e a quebra de sigilo de sua filha e tucanos – 01/10/2010

Não podemos ser coniventes com uma declaração que diz que é assim mesmo, que vazamentos sempre aconteceram. Ficamos esse tempo todo esperando o ministro vir a público para ele dizer que é assim mesmo. Eu não sabia que era assim mesmo.

Candidata Marina Silva (PV), sobre a posição do ministro Mantega no caso da quebra de sigilos pela Receita – 04/09/2010

Tenho absoluta certeza de que Erenice, pelo que conheço dela, se emprenhará nessa apuração. Acho essa denúncia mais um factóide.

Candidata Dilma Rousseff (PT), sobre denúncias de tráfico de influências contra a ministra da Casa Civil, Erenice Guerra – 14/09/2010

Read Full Post »

Por Fernanda Cavassana

Amanhã (24/09), acontece a segunda sabatina com candidatos para o governo do Paraná nas eleições 2010. Será a vez de Osmar Dias, candidato do coligação liderada pelo PDT, PMDB e PT, expor aos jovens suas propostas de políticas para as universidades e faculdades do estado. A sabitina será realizada às 10h, no anfiteatro do CESA, no campus da UEL.

O debate é uma promoção do Diretório Central dos Estudantes (DCE), da UEL e de outras entidades. No dia 13 de setembro, quem compareceu a UEL para tanto foi o candidato Amadeu Felipe.

Read Full Post »


Read Full Post »

por Fernanda Cavassana

Você jovem de Londrina quer uma oportunidade para conhecer mais as propostas e um dos candidatos para o governo do estado do Paraná?

Hoje, 13 de setembro, você terá essa oportunidade em dose dupla!

Às 19h, será realizada uma sabatina com Amadeu Felipe, candidato a governador pelo PCB, no Anfiteatro menor do CCH no campus da UEL. O debate é uma promoção do Diretório Central dos Estudantes (DCE), da UEL e de outras entidades.

Já às 20h30, a oportunidade será a de interrogar outro candidato ao governo do estado, Osmar Dias. O candidato estará ao vivo respondendo as perguntas dos jovens por sua Twitcam. Para ter acesso a esse debate, basta estar online no twitter no horário previsto e entrar no miniblog @Osmar_Dias12, onde haverá um link direcionando para o debate. (mais informações: www.aquitemjovem.blogspot.com )

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

É abuso de poder político, sem dúvida, e incorre em abuso de poder econômico, já que é feito à custa do erário público.

Sandra Cureau, vice-procuradora-geral eleitoral, referindo-se ao  uso da máquina pelo presidente Lula para promover sua protegida Dilma Rousseff. Sandra espera vídeo da solenidade em que o presidente promoveu Dilma para então propor formalmente no TSE ação de investigação judicial eleitoral

Read Full Post »

Older Posts »