Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘falecidos’

Por Fernanda Cavassana

Estou em viagem, ausente da internet e longe da televisão desde a manhã de quarta-feira. Por isso, eu desconhecia a situação real no Haiti, assim como não sabia da morte dos brasileiros lá. Agora, me atualizando sobre o desastre, pude ver o caos que está tomando conta de Porto Príncipe. A página inicial do Portal G1 cita dados de mortos e enterrados; especialista prevê epidemia de diarréia na população pela escassez de água potável; vídeos mostram o desespero das pessoas em busca de comida. As doações brasileiras estão em alta e o Ministro da Defesa garante o apoio necessário.

Em uma das manchetes, Lula é confirmado em um velório em Curitiba, o de Zilda Arns Neumann. Médica pediatra e sanitarista, ela era a coordenadora internacional da Pastoral da Criança e da Pastoral da Pessoa Idosa. Sou católica, e cresci vendo e notando o rosto de Zilda em campanhas das pastorais, em propagandas da Unicef e em grandes ações em prol das crianças do Brasil e do mundo. Ela tinha um rosto conhecido, na religião, na política e na mídia. Para mim, um rosto que transbordava bondade. Eu acreditava na luta dela.

A Pastoral da Criança, fundada por Zilda Arns, é um organismo de ação social da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – que tem como objetivo a promoção do desenvolvimento integral de crianças entre zero e seis anos de idade na comunidade e em seu ambiente familiar. A atuação da pastoral tem caráter ecumênico, atendendo pessoas de todos os credos e etnias. Poucos sabem, mas a Pastoral da Criança foi fundada na Arquidiocese de Londrina, no município de Florestópolis-PR em 1983, quando iniciou-se o trabalho para reduzir a alta taxa de mortalidade infantil da cidade. Hoje, segundo o site da Pastoral, eles acompanham cerca de 1,6 milhões de crianças no Brasil, atuando em 4.000 municípios e em outros 19 países.

A morte de Zilda Arns foi anunciada pelo gabinete de seu sobrinho, o Senador do Paraná Flávio José Arns na manhã de quarta-feira.  Ela estava no Haiti participando da Conferência dos Religiosos do Haiti e também para motivar os líderes e voluntários da Pastoral da Criança no país que trabalham com crianças, gestantes e famílias.

A família pediu que não mandassem coroas de flores às cerimônias fúnebres. No lugar, solicitou doações para o trabalho da Pastoral da Criança pelo site www.pastoraldacrianca.org.br. Para os familiares, essa seria a melhor maneira de homenageá-la concretamente, ajudando a salvar vidas. O velório será hoje no Palácio das Araucárias em Curitiba.

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Aquela página chata que abre junto com o MSN, chamada “Hoje”, trouxe uma lista das pessoas que, utilizando o bom eufemismo, foram em 2009 parabenizar o Heath Ledger pela boa atuação em Batman. Dessa vez a lista pode ser vista como irônica por provar que Clodovil não virou purpurina e proporcionar um ótimo laboratório para Patrick Swayze protagonizar Ghost 2 (Humor Negro Feelings). Confira a lista abaixo:

Legenda: Arquivo Famosidades

Clodovil Hernandes: Logo no início do ano, em março, Clodovil Hernandes morreu vítima de uma parada cardiorespiratória na cidade de São Paulo. Como não tinha contato próximo com nenhum parente, o deputado foi representado por empresários, assessores, amigos, entre outros. Clodovil era bem conhecido por suas alfinetadas e a falta de papas na língua para falar de qualquer assunto. Em seu último programa na TV, “A Tarde é Sua”, o apresentador disparava detalhes, e não escondia suas opiniões de ninguém. Clodovil era homossexual assumido, mas nunca teve filhos e nem se casou. Ele foi adotado por um casal espanhol ainda pequeno, e nunca conheceu seus pais biológicos.

David Carradine: Junho foi um mês de muitas perdas no mundo das celebridades. A começar por David Carradine. O ator ficou marcado como o herói da série “Kung Fu”e foi premiado pela atuação nos filmes da saga “Kill Bill”. No dia 3, David foi encontrado morto em um armário em um hotel de Bangcoc, na Tailândia.

Farrah Fawcett: Mas o dia 25 de junho foi “O Dia”. Quem não se lembra da loira da primeira versão norte-americana de “As Panteras”? Pois é, este ano, o mundo perdeu a loirinha do chefe das três espiãs, Charlie. Farrah Fawcett morreu aos 62 anos, vítima de um câncer no reto, que lutava há dois anos e meio. Farrah foi considerada uma das mulheres mais bonitas e atraentes da década de 1970. Ela casou-se duas vezes com o ator Ryan O´Neal, mas não chegou a dar, oficialmente, o segundo “sim” para o marido.

(mais…)

Read Full Post »