Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘frança’

por Leonardo Caruso

Em clima de Copa do Mundo, vuvuzelas e muita festa no bar, o recomendamos de hoje vai tirar um tempinho pra degustar de música de qualidade. E quando digo degustar, quero me referir ao ato de escutar as músicas com atenção, sentir a batida e o ritmo e, se gostar como eu gostei, praticamente entrar numa viagem de pensamentos.

Vou deixar que a wikipedia defina a Nouvelle Vague, uma banda francesa que reúne clássicos do punk rock e new wave em versões com pitadas brasileiras de bossa nova, mas sempre com aquela pegada francesa.

“Nouvelle Vague é um coletivo musical francês arranjado por Marc Collin e por Olivier Libaux. O nome deles é um jogo de palavras, referindo-se simultaneamente à “francesidade” deles, ao movimento artístico do cinema francês Nouvelle Vague, dos anos 60, à fonte de suas canções (todas são covers de músicas punknew wave dos anos 80) e ao uso do estilo Bossa nova, também dos anos 60. O grupo ressuscitou clássicos da era da música New Wave dos anos 80 e as reinterpretou em um estilo Bossa nova picante. As canções receberam um aspecto mais acústico com ritmos flexíveis e agitadores executados de forma a coletar uma parada de chanteuses de todo o mundo” (da wikipedia)

Nouvelle Vague lançou três álbuns: Nouvelle Vague (2004), Bande à Part (2006), Late Night Tales: Nouvelle Vague (2007) e 3 (2009). O site oficial da banda é http://www.nouvellesvagues.com/

Abaixo um link para uma música do conjunto.

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

Assisti a quatro dos cinco jogos que já se encerraram nesta Copa do Mundo da África. E senti uma necessidade de comentar a respeito. Muito se falou das seleções africanas. Primeiro de forma a minimizar a importância e o futebol desses países perante aos adversário tidos como favoritos, algo coadjuvante na competição. Posteriormente, durante os jogos, um ar de quem dominou o jogo (ou no caso, os jogos).

Nigéria e África do Sul realmente foram muito competentes, com uma marcação forte, um meio campo criativo, explorando bem os contra-ataques, o porte físico e a velocidade de seus afro-jogadores. Mas falta a esses países ao que faltava ao Palmeiras: aproveitamento de finalizações. Não basta criar jogadas, os jogadores tem que aproveitá-las. E isso, com toda consideração aos esforços sul-africanos e nigerianos, só vejo como capacidade de dois atacantes, o marfinês Drogba e o camaronês Eto’o. Do resto, vai sobrar só a vontade.

Os outros jogos

Uruguai e França fizeram um belo jogo. Discordo de vários comentaristas que apostam nos “Bleus”. O time latino está muito bem posto em campo e com um bom entrosamento. Forlan é impossível no ataque. Acredito nesse time.

Já Inglaterra e EUA fizeram um ótimo jogo, com ambos os times bem estruturados e com jogadores de alto potencial. O primeiro tempo, apesar do gol inglês, foi marcado pela atuação americana e pelo “frangaço” do guarda-redes britânico. Durante o segundo tempo, os ingleses mostraram um futebol “real”, muito bem entrosado e bonito de se ver. O goleiro adversário defendeu todas. Infelizmente, a Inglaterra pagou pela falha de seu goleiro.

Coréia do Sul e Grécia não consegui assistir (o jogo foi 8:30 da manhã).

Próxima rodada

Os jogos de amanhã parecem ser os mais fracos, com Argélia enfrentando a Eslovênia às 8:30h, a Sérvia pegando Gana às 11h e às 15:30h, uma Alemanha desfalcada por lesões enfrenta a Austrália. É torcer pra ter muito gol, porque se o jogo for truncado, vai ser difícil de assistir!

Read Full Post »

Nova modalidade no futebol

folha.com.br - AFP

Naturalmente, me sinto constrangido pelo jeito que ganhamos e lamento muito pelos irlandeses, que definitivamente merecem um lugar entre os times que estarão na África do Sul. É claro que a solução maior justa seria a realização de um novo jogo, mas isso não está sob o meu controle”

Thierry Henry, capitão da seleção da França, que dominou a bola com a mão na área, e fez o passe para o gol contra a Irlanda, que além de sofrer esse gol,  foi eliminada da Copa 2010.

Read Full Post »

Por Clareana Rodrigues (UFPA – PA)
José Ricardo Lima (Facris – PR)
Larissa Normande (UFAL – AL)
Roberta Corrêa (CESMAC – AL)
Teresa Machado (UFAL-AL)

O Ano da França no Brasil começou oficialmente em 21 de abril e se
encerra em 15 de novembro de 2009. Para comemorar, a casa de cultura
Café com Letras, localizado na cidade de Belo Horizonte (MG), promove
vários eventos, dentre eles, a “5º Exposição de Design”, com obras
francesas, e o “Savassi Festival”, direcionado ao público de Jazz.

Um dos principais acontecimentos será o encontro entre o presidente
Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da França, Nicolas Sarkozy,
para as festividades de sete de setembro, dia em que é comemorada a
Independência do Brasil. Essa relação de troca foi uma iniciativa dos
governos brasileiro e francês, com o propósito de unificar as relações
de âmbito cultural, acadêmico e econômico entre os dois países.

Em 2005, a França homenageou o Brasil e, com a ação, foram obtidos
resultados significativos para a economia brasileira, como um aumento
de 27% no turismo, e cerca de US$ 450 mi em produtos exportados para a
França.

Ano da França no Brasil

Belo Horizonte (MG)

– Savassi Festival
De 03 a 09 de setembro
Seleção de novos instrumentistas;
Seleção de DJs;
Seminário e concurso de audiovisual;
Shows em cafés, bares e casas de show da cena jazz local;
Festival de jazz e de música instrumental ao ar livre, com quatro palcos;
Concurso de fotografia e exposição;

Ciclo de workshops
Local: Praça da Savassi – Belo Horizonte/MG
Fone: (31) 3225-9973

5º Exposição de Design 2009
De 08 a 11 de setembro
Concursos, workshops e mostra de trabalhos
Local: Café com Letras – Belo Horizonte/MG
Fone: (31) 3225-9973

Twitter: Belo Horizonte irá comemorar ano da França no Brasil com a presença de Sarkozy e atrações culturais.

Read Full Post »