Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘paçoca’

por Leonardo Caruso

Para um, começou como uma brincadeira. Para outro, como uma aposta no desenvolvimento de um novo meio de comunicação. Para ambos esse processo não tem mais volta. Participando da I Semana de Comunicação, os jornalistas Cláudio Osti, criador do blog Paçoca com Cebola, e Nelson Capucho, dono do portal Londrix, estiveram na UEL na noite desta terça-feira (27) para debater comunicação online.

Quando a internet apareceu, poucos sabiam da revolução que ela causaria no modo de nos comunicarmos. Porém, com poucos anos passados desde sua criação, algumas pessoas passaram a ver neste meio uma grande oportunidade de se fazer jornalismo. Nelson Capucho sempre esteve envolvido com projetos que utilizassem os meios online para divulgação de notícias e, atualmente, acredita ser muito difícil que não se espere o fim dos impressos. Seu companheiro de debate, Cláudio Osti, é mais contundente quando afirma o fim do jornal impresso, explicando que “as pessoas perderam o hábito de leitura, têm tudo na internet”. “Assino jornal para ter o prazer de ver o cachorro destruir”, brinca.

Um dos temas abordados durante a mesa redonda foi a diminuição do tamanho dos textos. Para Osti, a tendência é as pessoas lerem resumos e acessar apenas aquilo que interessa a elas. “Antigamente se escrevia em 300 linhas, diminuiu-se para 100, chegou a 10 linhas e agora você escreve uma ‘short message’ em menos de 160 caracteres”, comenta Capucho, creditando essa adaptção às novas tecnologias.

E esses novos meios de expressão estimulam o questionamento da linguagem a ser utilizada, o que para o jornalista Cláudio Osti é algo indefinível: “não acredito que teremos uma linguagem padrão. A cada tecnologia desenvolvida, se desenvolvem outras inúmeras, cada uma com seu modo de ser expressada”.

A conversa ainda serviu como incentivo ao desenvolvimento de blogs. Capucho acredita que iniciativas como o Londripost são importantes para a formação do aluno e ajudam a criar espaço para novos conceitos e percepções de como se fazer jornalismo. Osti complementou a importância de projetos como o blog atentando ao fato de que é necessária responsabilidade e comprometimento. “É muito diferente o ritmo das matérias da universidade e do jornalismo real. Você precisa atualizar constantemente um blog assim como num jornal você precisa ter matéria. É um exercício interessante para o estudante“, explica.

Finalizando com questões a respeito do futuro dos jornalistas, o grande problema que tem se instaurado nessa era tecnologica é, pelas palavras de Cláudio Osti, “a destruição do patrimônio do jornalista, que é a detenção da informação”, referindo-se ao fato de, hoje em dia, tudo ser notícia e todos terem essa informação. “O bom profissional sempre vai ter emprego”, acrecenta. Para o responsável pelo Londrix, “o verdadeiro comunicador está entre o professor sem especialização [jornalística] e o jornalista sem bagagem”.

Read Full Post »