Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Política’

Por Fernanda Cavassana

Com Fernando Kireeff, já são 33 secretários que deixaram a gestão municipal, em 26 meses de governo de Barbosa Neto (PDT). Dos 27 cargos que compunham o primeiro escalão de Barbosa Neto, apenas sete permaneceram na equipe.

As causas dessas mudanças são as mais diversas. O ex-presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanismo, Nelson Brandão, recebeu, após chegar da pescaria no feriado em abril de 2010, a carta de demissão. Na ocasião, o prefeito Barbosa Neto afirmou que a ausência de quatro dias não poderia ser justificada com a pescaria.

Já Fidélis Canguçu deixou o cargo de Procurador Geral ao ser preso na Operação Antissepsia em maio deste ano. A denúncia partiu do Ministério Público que o acusou de receber propina para atuar a favor da liberação dos recursos para as Oscips que tinham contratos na área da saúde com a Prefeitura. Neste caso, Barbosa Neto exonerou Canguçu afirmando que sentia-se traído e que foi pego de surpresa com a prisão de um homem de sua confiança.

Na “dança das cadeiras” no governo municipal de Londrina há até quem já saiu e voltou para o cargo muitas vezes. Na atual administração, Agajan Der Bedrossian deixou a secretária da saúde, pela primeira vez, por motivos pessoais. Após uma solicitação via abaixo-assinado por funcionários da saúde, o prefeito colocou-o de volta ao cargo. A segunda saída foi em janeiro de 2011, antes de estourar a Operação Antissepsia. Além dessas idas e vindas, Agajan também ocupou o cargo de secretário da Saúde outras duas vezes na administração de Antonio Belinati e nas gestões de José Antonio Del Ciel e Jorge Scaff.

No momento, Ana Olympia Velloso Marcondes Dornellas, secretária de saúde desde a saída de Agajan, está de férias. Especula-se que ela não volte.

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

A menos de 48 horas para as eleições 2010 e com os debates encerrados, o Londripost selecionou algumas frases ditas pelos três principais candidatos à presidência da república.

Tirando a violação de intimidade de família, tirando essas coisas, eu diria que foi bom, mas infelizmente ocorreram esses episódios muito desagradáveis, principalmente vindo de parte do PT

Candidato José Serra (PSDB), sobre todo o processo de campanha e a quebra de sigilo de sua filha e tucanos – 01/10/2010

Não podemos ser coniventes com uma declaração que diz que é assim mesmo, que vazamentos sempre aconteceram. Ficamos esse tempo todo esperando o ministro vir a público para ele dizer que é assim mesmo. Eu não sabia que era assim mesmo.

Candidata Marina Silva (PV), sobre a posição do ministro Mantega no caso da quebra de sigilos pela Receita – 04/09/2010

Tenho absoluta certeza de que Erenice, pelo que conheço dela, se emprenhará nessa apuração. Acho essa denúncia mais um factóide.

Candidata Dilma Rousseff (PT), sobre denúncias de tráfico de influências contra a ministra da Casa Civil, Erenice Guerra – 14/09/2010

Read Full Post »


Read Full Post »

por Leonardo Caruso

É abuso de poder político, sem dúvida, e incorre em abuso de poder econômico, já que é feito à custa do erário público.

Sandra Cureau, vice-procuradora-geral eleitoral, referindo-se ao  uso da máquina pelo presidente Lula para promover sua protegida Dilma Rousseff. Sandra espera vídeo da solenidade em que o presidente promoveu Dilma para então propor formalmente no TSE ação de investigação judicial eleitoral

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

“Tem horas que a gente se pergunta: porque não se junta tudo numa coisa só?” O refrão da música “Uma coisa só” do Teatro Mágico é o gancho da crônica de hoje. Não tem ligação nem com música nem com receita de culinária. O fato é que, às vezes, e esse “às vezes” ocorre com muita frequência, a gente se pergunta “porque não juntar tudo numa só coisa”?

A dúvida do que fazer nos mata. Ter que escolher é algo muito simples, mas difícil. As mulheres nunca sabem a roupa que usar. Os homens costumam ser mais decididos em alguns aspectos. Mas deixa um que gosta de filme escolhendo a TV e o home theater novos. Haja paciência.

Tem pessoas que são impacientes por natureza. Não adianta pedir pra ter calma que já se estressam. E quando têm que escolher alguma coisa o negócio piora. Por outro lado, tem pessoas que não tem dificuldade alguma. Para elas, não tem graça escolher entre uma coisa e outra.

E tudo na vida temos que escolher, desde nossas roupas, nossa escola, nosso empregos e as baladas. Escolhemos amigos e namorados. Decidir qual o caminho tomar e no que acreditar. Optar por um político de direita por tradição ou um de direita registrado como esquerda. Escolher as palavras depois de um encontro, numa reunião ou num papo entre amigos.

Escolher é difícil. Não precisamos ter certeza que escolhemos o que vai ser melhor pra gente. Precisamos ter certeza DO QUE escolhemos e saber lidar com as conseqüências. Consciência de nossas atitudes.

Um conselho agora que estamos em ano de eleições: seja consciente. Seu político pode não se tornar o que você acreditava ser possível, mas você precisa se lembrar o que ele te prometeu e o motivo de ter ganho seu voto.

E nessa onda, a gente se pergunta: por que não se junta tudo numa coisa só?

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

Não se trata de retroagir a lei para alcançar os mandatos daqueles que hoje ocupam cargos eletivos, mas de aplicar a lei para as novas candidaturas, inclusive dos que hoje estão investidos de mandato e que quiserem se candidatar

Ophir Cavalcante, presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), referindo-se à validade da lei “Ficha Limpa” para este ano.

Read Full Post »

Quase todo mundo tem os pais como exemplos.  Família, grandes amigos… pessoas com uma história de superação bonita. Tenho exemplos para tudo que faço. Bons e maus.

O que é exemplo pra mim, pode não ser para você. Isso vai da cultura, criação, personalidade e preferência de cada um.

Temos exemplos de viva. Exemplos de pessoas boas, e de más. Além daquelas que só se fingem boas.

Como o Ronaldo pode ser exemplo de superação, ele também pode servexemplo de alguém que está velho e gordo demais para se consider craque.

O Londripost pode ser exemplo de um blog formado por estudantes de jornalismo;  um exemplo do TCC do Vitor; ou um exemplo de páginas que acabamos por visitar porque clicamos no link divulgado por aí.

O Brasil é exemplo! Exemplo de um país em desenvolvimento, exemplo de uma nação democrática. E é exemplo como referência para o futebol e outros fatores culturais. ..  O Brasil é exemplo político também, vai. Em vários sentidos , por sinal.

A aprovação do “Ficha Limpa” é exemplo de esperança para nós. É como um exemplo de que ainda dá para acreditar na política correta, realmente LIMPA. A proposta de recesso do senado durante a copa é exemplo de vergonha. O Ficha Limpa pode até selecionar, futuramente, melhor os nossos governantes. Mas,  são propostas como o exemplo da copa que podem mudar os exemplos dados.   E o país, nessa área, possui muitos exemplos – para mim, ruins. Vai do gosto de cada um, daí.

Esse texto é exemplo de como eu sempre deixo tudo pra última hora. Ou até mesmo um exemplo dentro dele próprio. Mas também pode ser exemplo de um post, uma crônica ou exemplo de como escrevo.  Melhor, exemplo de como não sirvo de exemplo.

Exemplos: cada um escolhe e segue o que melhor lhe convém.

Read Full Post »

por Lígia Zampar

Longe de ter expressa aqui, pelo menos neste momento, nossa opinião política, mostramos como políticos podem ser capas de revista. Seja Veja, Capricho…

E se você quer saber de onde ele tirou essa pose…

Do Não Salvo

Read Full Post »

Por Fernanda Cavassana

Conferindo o chongas, em pleno dia da mentira, me deparo com a matéria que está abaixo.

Na hora, ri, piada, lógico. Depois de o Vitor confirmar pra mim uma pesquisa árdua percebi que era, na verdade, uma notícia de verdade. Mas em pleno dia da mentira?!

O Humor de quinta desse 01 de abril fica por conta de verdades que poderiam ser piadas fáceis:

Esse ditado “tudo que é ruim pode piorar” é antigo e junto da política brasileira a tendência é sempre piorar. É uma pena, é um país realmente bonito.

Enfim, decepções à parte, olhem só por quais “celebridades” poderemos ser representados no congresso:

Romário (PSB), ex-jogador de futebol.

Edmundo (PP), ex-jogador de futebol.

Dedé Santana (PSC), humorista de “Os Trapalhões”.

Netinho (PCdoB), cantor e apresentador.

Sérgio Malandro (PTB), humorista e apresentador. (rá)

Márcio Braga (PMDB), cartola do Flamengo.

Vanderlei Luxemburgo (PT… de Tocantins), o ex-técnico da seleção brasileira

Vampeta (PTB) ex-jogador da seleção e do Corinthians.

Sérgio Reis (PR), cantor e ator.

André Gonçalves (filiado ao PMN), ex-Casa dos Artistas.

Kleber “Bambam” (PTB), ex-Big Brother Brasil.

Maguila (PTB), ex-boxeador.

Jean Wyllys (PSOL), vencedor do Big Brother 5.

– Caseiro Francenildo (PSOL), pivô do escândalo que derrubou o ex-ministro da Fazenda Antonio Palloci.

Danrlei (PTB), ex goleiro do Grêmio.

Kiko (DEM), o K do grupo KLB.


É, tudo tem como piorar. E a política é, basicamente, uma piada pronta.

Read Full Post »

por Leonardo Caruso

O recomendamos de hoje tem Poder. E poder por Joyce Pascowitch, jornalista e empresária responsável pela Glamurama Editora, que criou uma revista para adentrar na vida dos poderosos, sejam eles da política, das artes, dos esportes ou do ramo que for. Completando dois anos agora em fevereiro, a revista tem por intuito mostrar quem são as pessoas tidas como importantes, o estilo de vida delas e o que pensam. De acordo com a diretora-geral, o que importa no novo veículo é o poder em todas as suas manifestações. Sarney e Caco Barcellos são figuras que já passaram pelo meio. Quem cobre a capa de fevereiro é o jogador do flamengo, Adriano.

A primeira vista pode parecer apenas uma revista de fofocas, mas ao virarmos as páginas, percebemos que Poder tem seu valor, não só por variar as figuras que aparecem em suas matérias, mas também ao conteúdo abrangente de cada entrevista. Claro que voltado para cada indivíduo lá entrevistado, mas um pouco mais completo que simples “conversa de cumadres”.

Porém, o item mais interessante e que mais me aproximou da revista é o fato de ela ser disponibilizada online. Ao acessarmos o site, podemos escolher a edição que desejamos ler, a forma como o conteúdo deve ser apresentado na tela e a forma de controlar a mudança das páginas. Podemos dar zoom e manusear as “folhas” como se fossem de uma revista impressa. A parte gráfica também me chamou atenção.

Aqueles interessados em conhecer a versão online da Poder podem acessar o site http://revistapoder.uol.com.br/. Já os interessados na versão impressa e formas de assinatura, podem entrar em contato pelo telefone (11)3061-9548ou pelo email assinaturas@glamurama.com.br

Read Full Post »

Older Posts »