Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘problema’

por Leonardo Caruso

Assisti a quatro dos cinco jogos que já se encerraram nesta Copa do Mundo da África. E senti uma necessidade de comentar a respeito. Muito se falou das seleções africanas. Primeiro de forma a minimizar a importância e o futebol desses países perante aos adversário tidos como favoritos, algo coadjuvante na competição. Posteriormente, durante os jogos, um ar de quem dominou o jogo (ou no caso, os jogos).

Nigéria e África do Sul realmente foram muito competentes, com uma marcação forte, um meio campo criativo, explorando bem os contra-ataques, o porte físico e a velocidade de seus afro-jogadores. Mas falta a esses países ao que faltava ao Palmeiras: aproveitamento de finalizações. Não basta criar jogadas, os jogadores tem que aproveitá-las. E isso, com toda consideração aos esforços sul-africanos e nigerianos, só vejo como capacidade de dois atacantes, o marfinês Drogba e o camaronês Eto’o. Do resto, vai sobrar só a vontade.

Os outros jogos

Uruguai e França fizeram um belo jogo. Discordo de vários comentaristas que apostam nos “Bleus”. O time latino está muito bem posto em campo e com um bom entrosamento. Forlan é impossível no ataque. Acredito nesse time.

Já Inglaterra e EUA fizeram um ótimo jogo, com ambos os times bem estruturados e com jogadores de alto potencial. O primeiro tempo, apesar do gol inglês, foi marcado pela atuação americana e pelo “frangaço” do guarda-redes britânico. Durante o segundo tempo, os ingleses mostraram um futebol “real”, muito bem entrosado e bonito de se ver. O goleiro adversário defendeu todas. Infelizmente, a Inglaterra pagou pela falha de seu goleiro.

Coréia do Sul e Grécia não consegui assistir (o jogo foi 8:30 da manhã).

Próxima rodada

Os jogos de amanhã parecem ser os mais fracos, com Argélia enfrentando a Eslovênia às 8:30h, a Sérvia pegando Gana às 11h e às 15:30h, uma Alemanha desfalcada por lesões enfrenta a Austrália. É torcer pra ter muito gol, porque se o jogo for truncado, vai ser difícil de assistir!

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

O problema dos cães abandonados em Londrina não é recente. E com ele aparecem também as promessas eleitorais da criação de um Centro de Controle de Zoonoses.

Enquanto o local não é construído, algumas pessoas e entidades da cidade se viram como podem para amenizar o problema. A aposta mais recente foi da ONG SOS Vida Animal que lançou um calendário com as fotos dos cães resgatados.

cachorrando.blogspot.com

As imagens do calendário intitulado “Vira-Latas de Raça” foram feitas pelo fotógrafo Bernardo Sardi e pelo conhecido Caximbo. O prefácio foi escrito pelo jornalista Paulo Briguet.

O calendário pode ser encontrado no Atelier Bianca Pozzi (Rua Santos, 905 – fone: 43 3347 4157) e pela Internet (confira aqui como adquirir). O preço é R$10 e a verba arrecadada será revertida para a ONG pagar os cuidados veterinários, remédios, castração e alimentação dos quase 200 animais que são retirados das ruas.

Com informações do Quer um Bicho e do Cachorrando.

cachorrando.blogspot.com/

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Apesar do título, não estamos falando da lentidão da Prefeitura em pagar os médicos, mas da notícia que saiu ontem no Jornal de Londrina sobre o crescimento da infestação de caramujos africanos na cidade. Quem encontrar o problema deve ligar para a Vigilância Sanitária no telefone 3376-1981.

Mas, a questão não é recente. Confira uma matéria que eu fiz há mais de dois anos (01/04/07) para o Jornal Online da UEL, Conexão Ciência. (Vale lembrar que os cargos citados na reportagem são daquela época). A edição é de Ludmilla Andrade.

Caramujos africanos: um desequilíbrio

Recentemente, houve uma infestação de caramujos africanos em Londrina. O molusco terrestre de nome científico Achatina fulica apareceu em diversos bairros da cidade e preocupou a Secretária Municipal de Saúde. Contudo, ao tomar conhecimento do problema, muitas questões devem ser abordadas, inclusive a participação humana neste desequilíbrio.

A Profª. Sirlei Bennemann, doutora na área de Ecologia e Recursos Naturais, disse que os caramujos são originários da África e foram trazidos ao Brasil na década de 80 para serem criados em cativeiros e substituir o escargot, de nome científico Helix aspersa. Como a espécie foi introduzida de forma ilegal, não se sabia os inúmeros malefícios que ela traria à saúde e, conseqüentemente, a total inviabilidade de seu consumo. A tentativa de substituição visava um lucro na indústria alimentícia, pois o caramujo africano é maior que o escargot.

(mais…)

Read Full Post »