Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘programa’

Por Fernanda Cavassana

Quem nunca achou que precisava dar uma mudada no visual?

A vontade de mudar às vezes a cor e o corte do cabelo uma hora atinge todo mundo, não é algo exclusivo das pessoas vaidosas.

Há aquelas pessoas impulsivas, que na primeira oportunidade correm para o salão.
E aquelas que pensam, repensam e demoram tanto para decidirem, que o novo corte acaba saindo de moda. Além disso, há tanto quem acerte, como quem se arrependa muito.

O programa jKiwi, pode dar uma ajudinha em quem planeja dar uma mudada na aparência. Ele produz uma pré-visualização do possível corte de cabelo ou outra alteração de cor, assim como outra mudança no visual. O aplicativo é capaz de maquiar o rosto da pessoa e, para quem pensa em usar lentes de contato, simular mudanças nas cores dos olhos também.

Para usá-lo, basta inserir uma foto no programa. Depois, o aplicativo, que é de fácil manuseio, mostrará como ajustar o molde com o rosto na foto. E assim, começam as aplicações: cabelo, cabelo, base, sombra, blush, lábios (batom), lentes e desenho livre.

É só usar a criatividade e a imaginação e, com os testes, descobrir a aparência ideal. Seja para uma festa em especial, ou para o dia a dia.

O jKiwi é ótimo também para quem queira apenas realizar montagens e se divertir, com as fotos dos amigos.


Para quem quiser baixar o programa, o link está aqui.

Divirta-se!

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Print do site do BBB

Bom, beijar homem eu não sei, mas, fazer biquinho para tirar foto ele A-D-O-R-AAAA:

Fotos do Kibe Loco

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Ontem, fui ao cinema ver o filme Bastardos Inglórios, que trata a relação entre judeus e nazistas de uma forma muito inusitada. Você deve estar se perguntando o que isso tem a ver com o Barbosa Neto, né?

Todo sábado o prefeito responde perguntas dos eleitores na rádio. Crédito: http://portalnoticiasbrasil.blogspot.com

Todo sábado o prefeito responde perguntas dos eleitores na rádio. Crédito: http://portalnoticiasbrasil.blogspot.com

Calma, não quero compará-lo ao ditador Hitler de maneira nenhuma. Mas, na produção, fica clara a genialidade do Ministro da Propaganda, Joseph Goebbels, em utilizar os meios de comunicação como propaganda política.

Apesar de o tal gênio usufruir em larga escala do cinema para esta finalidade, no Brasil, o rádio foi o principal canal utilizado. Basta ver, ou melhor, ouvir Getúlio Vargas em época de governo.

No último dia 10, o prefeito de Londrina estreou um programa na rádio Brasil Sul AM-1290, que vai ao ar todo sábado das 9h às 11h. A iniciativa é excelente, com perguntas dos leitores, interatividade e prestação de contas. Ou seja, um efetivo canal direto do prefeito com a população.

Aproveitando a oportunidade, o Londripost fez uma pergunta ao prefeito e foi prontamente respondido. Na ocasião, quando questionado sobre o perfil fake que era mantido em seu nome, Barbosa Neto afirmou que acha uma importante ferramenta e que gostaria de manter um perfil real, mas que não possui tempo para isso. (Clique AQUI para baixar o áudio da resposta do prefeito).

Bom, mas, como tudo não é somente flores, o programa também mostrou um lado negativo. Exatamente aos mesmos moldes de Goebbels e Vargas, havia momentos em que o discurso fugia do jornalismo e adentrava no eleitoreiro. (mais…)

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

“O humor não é um estado de espírito, mas sim uma visão de mundo” (Wittgesntein)

A seção “recomendamos” desta terça-feira não é algo oriundo de Londrina, apesar de fazer parte da rotina de muitos londrinenses. A dica de hoje é o programa humorístico que passa nas noites de segunda-feira na Band: o CQC.

Ontem, estava em dúvida se indicaria um barzinho da cidade, um livro pouco famoso ou um filme de nazistas e judeus. Assim que liguei a TV de noite, desfiz minha dúvida. Tinha que indicar o Custe o Que Custar.

O programa, que foi importado dos nossos hermanos, mudou a forma de fazer humor desde o ano passado. E mudou também o modo de fazer jornalismo.

Apesar de muitos torcerem o nariz para esta denominação de “jornalismo”, o CQC tem notícias, opiniões, apura fatos, traz denúncias e, desse modo, faz jornalismo.

Lógico que a tradicional formalidade – que não coloco aqui como inferior – é abandonada e sobrepujada por piadas rápidas, gozações, trocadilhos baratos e um acabamento primoroso no processo de edição. Mas, ainda é jornalismo.

Apesar de não manter apenas jornalistas na equipe, os humoristas conseguem praticar o jornalismo. E nessa mescla de práticas, a técnica e a ética são compatíveis ao programa.

Outro ponto que chama a atenção é a inevitável e ilógica comparação com o programa Pânico na TV. Mesmo que este pareamento seja feito sempre, ele é totalmente inútil. O Pânico é mais esculachado, não tem um compromisso social, é humor por humor. Já o CQC é compromissado e, como já disse, jornalístico.

Bom, vou encerrar esta dica por aqui porque parece que estou pleiteando uma vaga no programa. Mas, garanto que o programa é o que melhor utiliza o humor como ferramenta de conscientização e informação. Para conferir, fique ligado nas noites de segunda-feira às 22:15 na Band.

Read Full Post »