Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘radiação’

por Vitor Oshiro

Na última sexta-feira, os cinemas brasileiros começaram a exibir o filme Jogos Mortais 6. A crítica, eu, meus pais, meu cachorro e meu papagaio sabemos que a série parece não ter fim e é apenas “mais do mesmo” filme de terror que começou bem e foi ficando repetitivo e com ares da série Malhação da Rede Globo. 

Bom, a história da possibilidade de radiação da UEL está quase assim também. Hoje, o vice-reitor da Universidade, professor César Caggiano, comentou o caso na Rádio UEL FM e afirmou que o material que ele utilizava em suas pesquisas não era uma Bomba de Cobalto, mas sim um densitometro bucal. Segundo ele, este aparelho tem um grau radioativo extremamente menor do que o aparelho citado.

Ainda de acordo com o vice-reitor, o que aconteceu foi que, devido à reformas, ele manteve por menos de seis meses um densitometro bucal na sala da vice-reitoria, mas totalmente “blindado e sinalizado”. Na opinião dele, a preocupação é pertinente, mas, a denúncia é algo feito de “má fé” e com “intenções políticas”.

Antes da entrevista, foram veiculadas plavras da promotora que recebeu a denúnica da irregularidade, Solange Vicentin, afirmando que, na época, foi feito uma vistoria e nada foi constatado. Assim, nada poderia ser feito.

Ao ouvir a entrevista, o ex-procurador jurídico da Universidade, Ruy Carneiro, resolveu falar também. Em entrevista que será veiculada amanhã na Rádio, a partir das 11h, Carneiro explicará sua versão e também apresentará documentos importantes.

Aguarde os próximos capítulos! (Enquanto aguarda veja o que já foi publicado Aqui, Aqui e Aqui!)

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Ontem, o blog Paçoca com Cebola novamente informou novidades sobre o possível material radioativo armazenado no Campus da UEL.

De acordo com o autor do blog, haveria uma bomba de cobalto nas dependências da vice-reitoria. A informação teria sido confirmada por uma autoridade em um evento realizado ontem.

A história também ganha corpo com a Coluna do jornalista Oswaldo Militão, na Folha de Londrina do último dia 6. Segundo Militão, o professor Ruy Carneiro pediu demissão do cargo de procurado jurídico da UEL e, de quebra, fez uma denúncia ao Ministério Público Estadual  sobre a “manutenção de um agente radioativo” em ambiente impróprio.

 

O que é uma bomba de cobalto?

A bomba de cobalto é formada por cobalto (jura????) e utilizada no tratamento de tumores. Por seu potencial radiotativo deve ser cuidadosamente armazenada. Segundo arquivo da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CENEN), a bomba de cobalto, apesar de ter este nome, não explode. Por isso, o certo mesmo seria chamar o aparelho de Fonte de Cobalto.

Crédito: http://pe.kalipedia.com

Para se ter uma idéia do grau de toxicidade do Cobalto, segundo o confiável (?) pai do conhecimento moderno, a Wikipédia,  uma possibilidade da origiem do nome do elemento é vem do alemão kobalt ou kobold , que significa espírito maligno ou demônio das minas.

No aparelho que supostamente existiria na UEL, a forma utilizada é o Co-60, que é radioativo e cuja a exposição pode causar câncer.

 

Read Full Post »

por Vitor Oshiro

Deu no Paçoca com Cebola

Segundo o autor do Blog, o jornalista Claudio Osti, um anônimo postou que há material radioativo guardado sem os devidos cuidados na UEL.

Ostii ainda afirma que a informação foi confirmada por um ex-membro do altissimo escalão da universidade e que a história deve aparecer na mídia na próxima segunda-feira.

 

Read Full Post »