Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘tropa de elite 2’

Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro (Idem, 2010)

Por Beto Carlomagno

O inimigo agora é outro. Esse é o subtítulo do filme Tropa de Elite 2, e define bem o que o espectador pode esperar da continuação. José Padilha, diretor dos dois filmes da série, opta por mostrar nessa continuação que o problema não Brasil não está apenas ligado ao tráfico e aos bandidos declarados. Muitos dos problemas do país, senão, quase que todos eles, são criados pelos que deveriam estar zelando pela população: os políticos e os próprios policiais. E é contra eles que o antigo Capitão agora Coronel Nascimento (Wagner Moura) irá lutar.
O filme começa com o BOPE invadindo Bangu I durante uma rebelião. Com a sua premissa de sempre, de que bandido bom é bandido morto, Nascimento já está preparado para mandar seus homens, agora sendo comandados pelo Capitão Matias (André Ramiro), invadirem e acabarem com todos. O problema é um “intelectualzinho de esquerda”, como o próprio Nascimento o descreve, que luta pelos direitos humanos e permanece no caminho de seus homens. Quando, contrariando uma decisão de Nascimento, Matias invade e mata os bandidos, a coisa sai de controle e nesse momento a crítica à politicagem toma conta da telona até o final do filme.
Como uma forma de agradar todos, o governador do Rio de Janeiro demonstra que suas decisões não passam de um movimento político visando exclusivamente a reeleição. Para não desagradar ninguém, ele exonera Nascimento do seu cargo no BOPE, para agradar a alguns, mas o coloca na secretaria de segurança, para agradar outros. Dentro da secretaria, Nascimento cria um projeto pessoal, reestruturar o BOPE e o colocar nas ruas com ainda mais força para acabar com o tráfico. O que ele faz com maestria. O problema é que sem o tráfico, as favelas e comunidades carentes ficam à mercê da própria polícia corrupta, que aproveita para instalar uma milícia com o intuito de lucrar com aquela população pobre e ainda promover seus candidatos.
Esse é o cenário que Nascimento cria e percebe ter que destruir. E esse é o cenário que Padilha nos apresenta de forma impactante. Tropa de Elite 2 é um chute no estômago do espectador. É a materialização de tudo aquilo que você até sabe que existe, mas prefere deixar para lá, afinal, o que os olhos não veem, o coração não sente não é?! Ainda no início do filme, eles nos avisam que o filme, por mais parecido com a realidade que ele possa ser, ele é uma obra de ficção. O que fica claro com o seu desenrolar da trama e que nos leva a um pensamento inevitável: que pena que é apenas uma obra de ficção.
Sobre a parte técnica do filme, não tem como não elogiar. A produção é um dos melhores exemplos de cinema de qualidade no Brasil, lembrando muito a produção de grandes filmes hollywoodianos. Edição eficaz, fotografia magistral, efeitos especiais no ponto e um roteiro genial. É incrível como Padilha e seu co-roteirista Bráulio Mantovani conseguem criar diálogos e cenas incríveis, de deixar qualquer espectador sorrindo pela genialidade. Os bordões tão conhecidos do primeiro filme perderam espaço nesse para um texto mais focado, sem grandes frases de efeito. Mas, não pense que Tropa de Elite 2 está livre das tão amadas frases que ficam na cabeça de quem o assiste.
Wagner Moura continua confortável e entregando o seu melhor no papel do Coronel Nascimento. É impossível não gostar do personagem, mesmo quem não apoia seus métodos. Ele é acima de tudo, humano, erra, sofre e busca redenção como qualquer um. Além disso, o elenco de apoio faz um excelente trabalho. Não tinha ninguém melhor que André Mattos para fazer o papel do apresentador de TV sensacionalista. Só tenho um problema com esse Tropa de Elite 2, e esse problema vem desde o primeiro filme, o ator André Ramiro. Apesar de achar que ele se esforça para fazer o seu melhor, ainda o acho bem fraco, mas isso não é nada que interfira no fato de Tropa de Elite 2 ser um excelente filme.


Read Full Post »

por Vitor Oshiro

O Recomendamos de hoje está cinematográfico.Trazemos uma lista que o site G1 preparou com os 20 filmes que prometem ser sucessos de bilheteria no próximo ano. Tem quem vai discordar da relação que coloca Eclipse – o terciero filme da saga que parece a novela Malhação, mas, feita por vampiros – ao lado da história de Lula – que, quebrou o paradigma de que horário eleitoral era gratuito ao cobrar ingresso.

Divulgação

1º de janeiro

‘Lula, o filho do Brasil’, de Fabio Barreto 
O diretor de “O quatrilho” conta a história da infância e da juventude do presidente Lula, em uma produção com orçamento de cerca de R$ 12 milhões. Glória Pires está no elenco, no papel da mãe do protagonista.

8 de janeiro
‘Sherlock Holmes’, de Guy Ritchie

Robert Downey Jr. encarna o famoso detetive numa adaptação moderninha da obra de Conan Doyle. Jude Law e Rachel Adams também integram o elenco.

15 de janeiro

‘Onde vivem os monstros’, de Spike Jonze

O cineasta indicado ao Oscar por “Quero ser John Malkovich” faz uma ousada adaptação do clássico da literatura infantil de Maurice Sendak, que encanta gerações de crianças há cerca de quatro décadas.

22 de janeiro

‘Amor sem escalas’, de Jason Reitman

Estrelada por George Clooney, a comédia já inicia o ano como uma das mais esperadas, já que é líder em indicações ao Globo de Ouro, participando da disputa em seis categorias. O diretor é o mesmo de “Juno”, de 2007.

‘Nine’, de Rob Marshall

O musical, que concorre ao Globo de Ouro em cinco categorias, reúne um elenco de beldades, com Nicole Kidman, Penelope Cruz, Kate Hudson e Marion Cotillard, sob o comando do diretor do premiado “Chicago”.

29 de janeiro

‘Invictus’, de Clint Eastwood

Morgan Freeman encarna o líder sul-africano Nelson Mandela nesse drama baseado em fatos reais. Matt Damon também está no elenco.

(mais…)

Read Full Post »