Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘trote’

por Vitor Oshiro

do Não Salvo

Anúncios

Read Full Post »

por Lígia Zampar

Estudante sofreu queimaduras no rosto após trote violento no interior de SP. (Foto: Silva Júnior/Folha Imagem)

Estamos quase começando o ano letivo de 2010 e mais uma vez, a preocupação com os trotes violentos voltam à discussão.

Em uma universidade de Barretos, interior de São Paulo, sete calouros foram vítimas de trotes hostis na noite desta segunda-feira, quando acontecia o primeiro dia de aula.

Os jovens foram atingidos por um líquido, ainda não identificado, jogado por veteranos, que causou queimaduras e náusea.

Em Londrina, nos trotes do ano passado também foram registrados abuso de violência, mesmo com a proibição dessas atividades pela Universidade.

Para os calouros da UEL de plantão, vale a pena verificar a Legislação da Universidade sobre os trotes e ver também, a Campanha Nacional de Combate e Prevenção ao Trote, lançada pela UEL no último dia 10.

Os telefones do Denúncia-Trote são 3371-4483 e 3371-4363.

Mais informações sobre a Campanha Nacional de Combate e Prevenção ao Trote aqui!

Read Full Post »

Por Fernanda Cavassana

Acabou de sair no site de notícias da universidade, hoje foi oficialmente lançada a Campanha Nacional de Prevenção ao Trote Violento.

“Este ano, a novidade é a criação de uma página que está, a partir de hoje, disponível no site (www.uel.br/prograd) onde consta a legislação da Universidade sobre o trote, pareceres jurídicos referente aos limites físicos de atuação da UEL e as comissões de cada Centro de Estudo com os respectivos telefones para contato. E, posteriormente, a programação de recepçuniversitários.”

Segundo a matéria, a UEL promete ser rigorosa e punirá quem não seguir as regras contra o trote violento.

O que deve haver é um consenso para decidir o que é humilhação, e o que não é! Besteira é acreditar que não haverão ingressantes pintados e sujos de farovoinha na rua. É uma festa, uma tradição. Os calouros até gostam e se divertem com essas brincadeiras, é como se fosse uma ação necessária para selar o ingresso no Ensino Superior. Eu compararia a um batizado.

Nós do Lodripost somos universitários, estudantes de jornalismo. Em nosso curso, ano passado – meu primeiro ano como veterana, recebemos instruções de como proceder na recepção dos ingressantes. Passaram uma lista de coisas que haviam sido proibidas dentro do campus da UEL. Entre elas, qualquer ação que a universidade julgasse humilhação ao calouro, tintas, cortes de cabelo, assim como fazer com que eles andem pelo campus com objetos. Foi uma tristeza, as tintas já estavam compradas e microfones gigantes preparados para serem levados para passear pelo menos por um mês na universidade. Com isso, apenas fomos para uma sala, fizemos algumas brincadeiras com bexigas (é, bexigas!) e eles se apresentaram diante das câmeras para nós. Cada veterano batizou um calouro, foi bem simples, e, acreditem, deu pra todos se divertirem. Mas as tintas estavam compradas…

(mais…)

Read Full Post »